terça-feira, 18 de outubro de 2011

Aula nº 2 e 3;"INDEPENDENCIA DO BRASIL"

Escola Estadual 24 de Outubro
Disciplina: Historia
Estagiária: Taiana dos Santos


Plano de Aula


Tema: A Independência do Brasil
Serie: EJAF 4º CICLO
Tempo de aula: 50 min.


Conteúdo:
·         O significado da independência
·         Um processo histórico
·         O Bloqueio continental
·         A transferência da família real
Competências:
·         Demonstrar a situação econômica do Brasil no processo de Independência 
·         Entender a interferência do bloqueio continental decretado por Napoleão Bonaparte no processo de Independência.
·         Delinear as conseqüências da transferência da família real de Portugal para o Brasil
Habilidades:
·         Compreender a abertura dos portos como relevante para o desenvolvimento econômico para o Brasil e sua independência
·         Identificar no contexto da transferência da corte real portuguesa para o Brasil  o interesse político inglês
·         Conhecer o processo de independência do Brasil anterior e posterior ao 7 de setembro.
Metodologia:
Aula expositiva
Recursos didáticos:
·         Lousa e giz

Avaliação:
·         Dar-se-a a partir da observação e participação dos alunos nos debates considerando a maturidade em relação ao tema abordado após a aula
Referencias Bibliografias
FIGUEIREDO, Regina. VIEIRA, Maria das Graças. EJA Educação de Jovens e Adultos. Volume Integrado 4º ciclo. Editora Ática
Referencia Complementar
SCHMIDT, Mario Furley. Nova Historia Critica. 7ª Serie. Editora Nova Geração. 2006.
Escola Estadual 24 de Outubro
Disciplina: Historia
Estagiária: Taiana dos Santos


Plano de Aula


Tema: A Independência do Brasil
Serie: EJAF 4º CICLO
Tempo de aula: 50 min.


Conteúdo:
·         O tratado de 1810
·         O crescimento do Rio de Janeiro
·         Reino Unido

Competências:
·         Delinear o tratado de 1810 como importante para o aumento de mercadorias inglesas no Brasil
·         Demonstrar o crescimento populacional e suas conseqüências no Rio de Janeiro após a vinda da família Real portuguesa
·         Entender o decreto que o Brasil recebeu de Portugal como reino Unido ao mesmo
Habilidades:
·         Compreender o grande fluxo no comercio e assim como instituições com a chegada da realeza portuguesa ao Brasil em 1808
·         Conhecer o aumento das relações econômicas e comercias do Brasil e Inglaterra após 1810
·         Identificar a anulação da lei decretada por D. Maria I, que proibia as manufaturas coloniais e que mais tarde foi extinta por D. João
Metodologia:
Aula expositiva
Recursos didáticos:
·         Lousa e giz

Avaliação:
·         Dar-se-a a partir da observação e participação dos alunos nos debates assim como através de exercícios escritos
Referencias Bibliografias
FIGUEIREDO, Regina. VIEIRA, Maria das Graças. EJA Educação de Jovens e Adultos. Volume Integrado 4º ciclo. Editora Ática
Referencia Complementar
SCHMIDT, Mario Furley. Nova Historia Critica. 7ª Serie. Editora Nova Geração. 2006.
http://www.suapesquisa.com/independencia/
         Escola Estadual 24 de Outubro
         Disciplina: Historia
         Estagiária: Taiana dos Santos

Introdução
A Independência do Brasil é um dos fatos históricos mais importantes de nosso país, pois marca o fim do domínio português e a conquista da autonomia política. Muitas tentativas anteriores ocorreram e muitas pessoas morreram na luta por este ideal. Podemos citar o caso mais conhecido: Tiradentes. Foi executado pela coroa portuguesa por defender a liberdade de nosso país, durante o processo da Inconfidência Mineira.
Dia do Fico
Em 9 de janeiro de 1822, D. Pedro I recebeu uma carta das cortes de Lisboa, exigindo seu retorno para Portugal. Há tempos os portugueses insistiam nesta idéia, pois pretendiam recolonizar o Brasil e a presença de D. Pedro impedia este ideal. Porém, D. Pedro respondeu negativamente aos chamados de Portugal e proclamou : "Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que fico."
O processo de independência
Após o Dia do Fico, D. Pedro tomou uma série de medidas que desagradaram a metrópole, pois preparavam caminho para a independência do Brasil. D. Pedro convocou uma Assembléia Constituinte, organizou a Marinha de Guerra, obrigou as tropas de Portugal a voltarem para o reino. Determinou também que nenhuma lei de Portugal seria colocada em vigor sem o " cumpra-se ", ou seja, sem a sua aprovação. Além disso, o futuro imperador do Brasil, conclamava o povo a lutar pela independência.
O príncipe fez uma rápida viagem à Minas Gerais e a São Paulo para acalmar setores da sociedade que estavam preocupados com os últimos acontecimento, pois acreditavam que tudo isto poderia ocasionar uma desestabilização social. Durante a viagem, D. Pedro recebeu uma nova carta de Portugal que anulava a Assembléia Constituinte e exigia a volta imediata dele para a metrópole.
Estas notícias chegaram as mãos de D. Pedro quando este estava em viagem de Santos para São Paulo. Próximo ao riacho do Ipiranga, levantou a espada e gritou : " Independência ou Morte !". Este fato ocorreu no dia 7 de setembro de 1822 e marcou a Independência do Brasil. No mês de dezembro de 1822, D. Pedro foi declarado imperador do Brasil
fonte:google
A bandeira imperial do Brasil foi criada, originalmente, como pavilhão pessoal do Príncipe Real do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves, a pedido de D. Pedro de Alcântara, ainda como príncipe-regente.

TEXTO COMPLEMENTAR
A Independência do Brasil
“O Brasil fica independente quando no dia 7 de setembro de 1822 d. Pedro I grita as margens do rio Ipiranga independência ou morte então o Brasil estava independente de Portugal”. Assim a apresentada a independência do Brasil por muitos livros didáticos hoje podemos perceber que na verdade a independência se deu através de um longo processo que começou desde as revoltas anti-colonias ate o grito do Ipiranga. Mas fica a pergunta será o Brasil e mesmo independente de fato?
O processo passa pela chegada da família real no Brasil vindos de Portugal com o auxílio da proteção e inglesa a ameaçados por Napoleão tiveram que sair de sua terra natal para o brasil. Ao chegar no Brasil d João decreta a abertura do porto quebrando assim o monopólio existente exclusivo português dando agora liberdade no comercio brasileiro, o Brasil agora também era sede do reino português. Outro acontecimento foi o tratado de 1810 que viria a beneficiar mais uma vez economicamente os ingleses, baixando as taxas dos produtos importados para a Inglaterra
Formaram-se dois partidos o partido português e brasileiro lutavam respectivamente para o retorno colonial e a total independência.
O Brasil não comportava, mas o sistema de monopólios colonial quando d Pedro I anuncia a tão esperada independência no dia 7 de setembro de 1822

AUTORIA: Taiana dos Santos

Escola Estadual 24 de outubro
Disciplina: Historia
Estagiária: Taiana dos Santos
Nome:

EXERCÍCIO

explique o que foi o bloqueio continental dentro do processo de Independência do Brasil.

Explique o que foi a abertura dos portos e o tratado de 1810 assinado com a Inglaterra e como estas duas ações influenciaram a economia brasileira no processo de Independência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário